Menu

Saiba porque a vacinação da aftosa é um momento estratégico

Por em 18 de outubro de 2021

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa só começa em novembro, mas na Fazenda Lagoa das Antas (Grupo Umuarama), em Canaã dos Carajás – Pará, o planejamento para a imunização ocorre com dois meses de antecedência. 

A zootecnista Jaqueline Machado de Oliveira, que trabalha na propriedade, explica que o prazo é importante para realizarem a cotação e a organização do rebanho, bem como a compra de todo o material necessário para iniciar a vacinação no prazo correto. 

Na última campanha, realizada em maio, passaram pelo curral cerca de 55 mil animais. O número demanda um esforço maior, mas, mesmo que fossem poucas cabeças, o momento da vacinação também teria sido aproveitado com a mesma estratégia e eficiência. 

Isso porque na fazenda onde Jaqueline trabalha, o planejamento permite organizar a realização de outros manejos necessários. Em maio passado, por exemplo, além da imunização contra a aftosa, a equipe formou lotes de vacas, fez a contagem do rebanho, DG e desvermifugação.

Na Fazenda Lagoa das Antas as atividades consistem em cria, recria e engorda. (Arquivo Pessoal)

Para novembro, a equipe planeja realizar desmama, brincagem, DG e, claro, a imunização contra aftosa. E quais são os benefícios de aproveitar o gado no curral para realizar outros manejos? 

Bem-estar animal

Para Jaqueline, um dos principais ganhos é a diminuição do estresse animal, visto que não será necessário passar o gado várias vezes para realizar diferentes tipos de manejos. 

Quem também se preocupa com esse quesito fundamental é Elivaldo Pereira de Oliveira, Gerente Geral da Fazenda Nossa Senhora Aparecida (Grupo Milhão), localizada em São Miguel do Araguaia – Goiás. “Aqui não tem estresse no manejo, pois trabalhamos com uma quantidade adequada de cabeças por dia. Até o final do dia, já estamos com o gado solto no pasto”, explica. 

Ele também reforça a importância de trocar as agulhas durante o manejo de vacinação e aplicar o medicamento na tábua do pescoço, o local adequado.

Mais produtividade 

Na Fazenda Nossa Senhora Aparecida, o inventário dos animais é realizado a cada seis meses. Dessa forma, Elivaldo aproveita as campanhas de maio e novembro para executar esse manejo e ainda realizar pesagem, apartação, identificação SISBOV e identificação com chip eletrônico.

“Todo tipo de manejo que a gente puder aproveitar na campanha de vacinação, a gente aproveita”. O resultado? Economia de mão de obra, diminuição do estresse animal e um aumento significativo de produtividade. 

Para o mês de novembro, o planejamento já está pronto: vacinação contra aftosa; inventário; auditoria; apartação por peso para planejar a venda de animais, dentre outros manejos. 

É ou não é um ganho de produtividade para a fazenda? 

Ganhos financeiros

Por fim, Elivaldo destaca a importância deste momento para evitar perdas financeiras. Por isso o planejamento se faz tão importante, pois ele permite atualizar as condições dos animais, saber se tudo está saindo como o programado, replanejar a nutrição para aumentar o peso do rebanho, por exemplo, dentre outras questões. 

Na Fazenda Marajó, em Nova Olinda – Tocantins, a visão não é diferente. Segundo o coordenador de pecuária da propriedade, Lenivaldo Santos Aguiar, aproveitar ao máximo o manejo de vacinação contribui com a redução de custos e com a análise dos resultados da fazenda. 

Em novembro, a equipe vai aproveitar o gado no curral para realizar desmame de bezerros, pesagem dos animais e controle de moscas e carrapatos. Sem dúvidas, é economia de tempo, custos e redução de estresse. 

Fazenda Marajó – A propriedade trabalha com recria e terminação em confinamento – Arquivo pessoal

O que mais essas três fazendas têm em comum? 

Todas prezam por uma gestão inteligente, eficiente e prática da fazenda. Tão importante quanto planejar a vacinação e a execução de outros manejos, é o registro de todas as informações colhidas no curral, pois são elas que vão permitir analisar para onde o negócio está caminhando. 

Nesse sentido, essas três propriedades contam com o Sistema de Gestão iRancho para realizar o inventário dos animais, controlar estoques, nutrição, reprodução, o financeiro, executar todos os manejos no curral e ainda gerar relatórios que são importantes para a tomada de decisão. 

“Com iRancho, conseguimos manter a organização e a mensuração dos nossos índices.” 

Jaqueline Machado – Fazenda Lagoa das Antas – Pará

“É muita agilidade com o sistema, principalmente porque usamos o bastão eletrônico e o iRancho me ajuda com muita informação. Quando preenchemos tudo direitinho, ele fornece os dados que precisamos. Eu sei por exemplo quanto o animal está ganhando por dia porque ele calcula o GMD para mim; na vacinação, caso um animal passe no manejo novamente, ele informa que o mesmo já foi vacinado.”

Elivaldo Pereira – Fazenda Nossa Senhora Aparecida – Goiás 

“O iRancho nos permite todo o gerenciamento da produção da fazenda.”

Lenivaldo Santos – Fazenda Marajó – Tocantins 

Fique por dentro da vacinação contra a febre aftosa!

E então, vamos planejar esse manejo? Ainda dá tempo de implantar o sistema de gestão iRancho na sua fazenda e contar com os benefícios de ter tudo registrado num só lugar. Você profissionaliza a gestão do seu negócio, ganha em produtividade e rentabilidade. 

Acesse nosso site e teste grátis para saber mais! 

E não deixe de vacinar o gado. A imunização deve ser realizada em quase todos os estados brasileiros, exceto aqueles que já são considerados livres da doença sem vacinação, como Acre, Rondônia e Rio Grande do Sul. 

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), ao todo, serão 78,3 milhões de bovinos e bubalinos imunizados nesta nova campanha. Trata-se de um manejo fundamental para manter a sanidade do rebanho e proteger o mercado pecuário do Brasil. 

SOBRE O AUTOR

Preencha o formulário e garanta seu teste grátis

Av. 136, 638 - 3 andar - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-040

(62) 3414-7361
(62) 98139-3868
© iRancho - Sistema de Gestão Pecuária de Corte. CNPJ: 26.542.466/0001-02
Open chat