Menu

A base do melhoramento genético é a informação correta

Por em 23 de setembro de 2021

Se você trabalha com cria deve saber que, para o sucesso desse sistema, é preciso investir em algumas ferramentas e estratégias, como o melhoramento genético. A seleção das matrizes e reprodutores é uma delas. Optar por animais que tragam maior ganho genético para o rebanho é, sem dúvida, um investimento inteligente. 

Dois grandes pilares do melhoramento genético 

Com o objetivo de produzir animais de alta qualidade e eficiência reprodutiva, o casal de zootecnistas João Melo e Gabriela Peixoto decidiram fundar a RuralGen, empresa que presta serviços técnicos de gestão, reprodução e produção animal no mercado de pecuária de corte. 

No mercado desde 2019, a RuralGen atende 15 fazendas atualmente, realiza mentorias e também oferece cursos sobre pecuária de corte, auxiliando diversos profissionais da área. Em entrevista à iRancho, Gabriela Peixoto levanta dois grandes pilares que sustentam o sucesso do melhoramento genético: boas escolhas genéticas e um banco de dados seguro. 

Vejamos a importância de cada um a seguir. 

Como fazer boas escolhas no melhoramento genético?

Gabriela explica que o trabalho da RuralGen é auxiliar os clientes nas escolhas da genética para a próxima geração. Para isso, é necessário considerar duas questões: o objetivo principal do melhoramento e os critérios de seleção que são importantes para alcançar o resultado esperado. 

Sobre o objetivo, pense: você deseja aumentar a fertilidade do rebanho? A precocidade? Quer diminuir o intervalo de gerações? Aumentar o ganho de peso? Melhorar a qualidade da carne?

Esses objetivos estão diretamente relacionados ao retorno econômico. Para tê-lo, você precisa avaliar qual(is) objetivo(s) é mais interessante estrategicamente para o seu negócio e, a partir disso, verificar os critérios de seleção. 

Para alcançar a precocidade sexual, por exemplo, um dos critérios de seleção é a idade ao primeiro parto. Neste artigo, listamos os critérios mais avaliados para o alcance de diferentes objetivos, não deixe de conferir!

Assim, a RuralGen busca por avanços na qualidade de produção, por fêmeas mais produtivas e bezerros desmamados com maior padronização e peso, o que confere mais valor aos produtos ofertados por seus clientes. 

A importância de ter um bom banco de dados

Como escolher as melhores matrizes se você não tem informação sobre elas? Impossível! Para além de contar com um programa de melhoramento genético ou simplesmente aplicar algumas estratégias reprodutivas, você precisa conhecer o seu rebanho, registrar todos os dados do negócio e, assim, garantir uma gestão baseada em informações reais e seguras. 

Para alcançar esse nível de gestão, esqueça as planilhas e os blocos de anotações. Hoje, é fundamental contar com um sistema digital que possibilite um controle mais ágil, correto e completo de toda a fazenda. 

Dessa forma, para além de uma produtividade maior na fazenda, você garante um banco de dados mais confiável para a realização do melhoramento. Esse ponto, segundo Gabriela, é visto na prática com os clientes que realizam todo o controle do gado via sistema. 

Por já ter tido um contato prévio com o iRancho, ela se tornou parceira e hoje também utiliza o sistema na RuralGen para prestar seus serviços. “Já trabalhei com outros sistemas de gestão, mas nunca me adaptei. Realmente gosto do iRancho e da qualidade que ele entrega”, afirma. 

Como o iRancho auxilia os produtores no melhoramento?

Nas fazendas em que a gestão é feita com o iRancho, todo o controle do gado é realizado via sistema, desde o inventário de animais até o registro do sêmem adquirido, tipo de reprodução, acasalamento e controle da produção. Gabriela destaca a importância dos relatórios fornecidos pelo iRancho, que garantem as análises mais corretas para a tomada de decisão. 

“Com o iRancho, temos o controle dos animais, o controle individual, mantemos ali as informações reprodutivas e produtivas de cada fêmea, facilitando nosso trabalho de coleta de dados. Pois, sem informação, não temos melhoramento, trabalhamos no escuro”, explica. 

Ainda sobre as fêmeas, é possível visualizar no sistema quantas vezes cada fêmea foi exposta à reprodução, quantas crias ela teve, informações sobre a sanidade desse animal, dentre outras questões. Com iRancho, Gabriela consegue controlar a reprodução e a genética, além de garantir uma coleta de dados mais rápida e o acesso a eles de forma remota. 

Diante do que vimos até aqui, é nítida a importância de cada fazenda ser vista como uma empresa, um negócio que precisa de números para estabelecer estratégias e alcançar resultados mais produtivos. Para isso, a gestão digital é a grande aliada do pecuarista. 

Conheça o iRancho, teste grátis e saiba como essa ferramenta pode melhorar os seus resultados como um todo!

Pecuarista de Sucesso

Parabéns! Você acaba de finalizar o capítulo sobre reprodução do Pecuarista de Sucesso, uma jornada de conhecimento promovida pela iRancho. Caso você tenha perdido algum tema, abaixo estão as duas últimas lições para você rever e maratonar.

Melhoramento Genético: saiba como entender as provas zootécnicas

Como a seleção genômica vai ajudar o seu rebanho?

SOBRE O AUTOR

Preencha o formulário e garanta seu teste grátis

Av. 136, 638 - 3 andar - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-040

(62) 3414-7361
(62) 98139-3868
© iRancho - Sistema de Gestão Pecuária de Corte. CNPJ: 26.542.466/0001-02
Open chat