Menu

A importância da identificação de matrizes

Por Mariana Machado em 30 de agosto de 2021

Você sabe qual vaca usar na estação de monta? Sabe qual está reproduzindo? Ou qual desmamou um bezerro bom e qual teve um bezerro ruim? Sem a identificação  das matrizes não é possível ter essas informações. 

A identificação animal é pré-requisito para a escrituração zootécnica em uma fazenda de gado de corte, facilitando o levantamento de informações reprodutivas e produtivas da fêmea bovina, tais como partos, coberturas, inseminação artificial, número de crias, intervalo de partos entre outras. 

Com o registro de cada matriz, o pecuarista pode coletar os dados de nascimentos e pode armazená-los em uma ferramenta de gestão. Dessa forma, é possível saber se cada vaca realmente emprenhou, teve partos, desmamou bezerros, bem como as datas e os resultados.

Como identificar?

Para isso, a identificação animal deve ser única e definitiva. O ideal é combinar números e/ou letras, sem repetição, de modo que não tenha outro animal com a mesma identificação. 

Existem vários métodos para identificar as matrizes, como a marcação a fogo, tatuagem ou brincos. 

O uso de brincos é muito comum, pois são bem visíveis e fáceis de aplicar. Apesar da perda de brincos ser uma reclamação recorrente, o risco de perda diminui quando se utiliza brincos de melhor qualidade e a aplicação é feita corretamente (Figura 1).

 

Figura 1. Local correto e incorreto de aplicação do brinco para identificação animal.
Fonte: Allflex – Adaptado

Não esqueça que é preciso monitorar os animais para avaliar se há algum problema decorrente da aplicação dos brincos e assim corrigir o mais rápido possível. 

O manejo de identificação deve ser feito com cuidado, para não causar estresse nos animais. O procedimento é simples, porém, requer equipe treinada para realizar o trabalho de forma adequada, tranquila e com segurança. 

Quais informações coletar?

Um índice zootécnico bem relevante na cria é quantos kg de bezerro uma matriz desmama em relação ao seu próprio peso no momento da apartação. O ideal é que cada fêmea consiga desmamar um bezerro com pelo menos 50% do seu peso. Por isso, é preciso saber exatamente qual é o bezerro de cada vaca para realizar o cálculo corretamente. Daí a importância da identificação da mãe e cria. 

Portanto, com a identificação de cada matriz, é possível acompanhar os resultados produtivos com maior exatidão.

Escrito por: Fabíola Lino. Zootecnista, mestre em Ciência Animal, doutoranda em Zootecnia, professora universitária e Diretora Estadual da Associação Brasileira de Zootecnistas.

Pecuarista de Sucesso

Parabéns, você está completando mais uma semana da jornada do Pecuarista de Sucesso. Continue com a gente, ainda temos mais lições sobre reprodução. Abaixo, o link dos nossos dois últimos artigos caso tenha perdido alguma coisa. Até a próxima!

Como a nutrição das matrizes afeta o seu desempenho reprodutivo?
Biotecnologias aplicadas à reprodução de bovinos de corte

 

SOBRE O AUTOR
Mariana Machado

Preencha o formulário e garanta seu teste grátis

Av. 136, 638 - 3 andar - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-040

(62) 3414-7361
(62) 98139-3868
© iRancho - Sistema de Gestão Pecuária de Corte. CNPJ: 26.542.466/0001-02
Open chat