Menu

Melhoramento Genético: saiba como entender as provas zootécnicas

Por em 16 de setembro de 2021

Um dos critérios na escolha de um reprodutor é a busca por um touro provado. Mas como interpretar as provas zootécnicas? O que significam todas aquelas características e siglas? Como escolher?

Primeiro, é preciso dizer que existem provas zootécnicas ligadas a associações e também a grupos independentes de criadores. Quando esses programas atendem às exigências do Ministério da Agricultura recebem autorização para a emissão do Ceip (Certificado Especial de Identificação e Produção). 

Na pecuária de corte, as principais provas de avaliação zootécnica são de Controle de Desenvolvimento de Ponderal (CDP), Prova de Ganho de Peso (PGP) e Teste de Progênie (TP). A avaliação de um animal se dá por meio da coleta de dados a campo, acompanhando o desempenho e performance do indivíduo seja para características produtivas ou reprodutivas. 

Genealogia 

O Registro Genealógico (RG) é outra importante informação na avaliação genética. Consiste na identificação do touro e da matriz e seu pedigree. Dependendo do acasalamento, o animal será registrado com siglas ou terminologias que descrevemos a seguir:

PO – Puro de Origem

LA –  Livro Aberto

PC – Puro por Cruza

PCOD – Puro por Cruza de Origem Conhecida

PS – Puro Sintético

POI – Puro de Origem Importada

Controle de Desenvolvimento Ponderal (CDP)

Trata-se de um tipo de avaliação zootécnica, que consiste no acompanhamento do desenvolvimento corporal dos animais por meio de pesagens periódicas ao longo das fases de cria e recria. Também são considerados perímetro escrotal, altura de garupa, olho de lombo, espessura de gordura subcutânea e escore visual.  

Prova de Ganho de Peso (PGP)

Essa é uma avaliação que visa identificar o potencial genético de produção, com objetivo de selecionar touros promissores. Neste caso, todos os animais são testados sob o mesmo manejo alimentar e sanitário e condição climática. Mais que ganho de peso, também é avaliado crescimento, fertilidade, composição da carcaça e biotipo dos animais. Ao final da prova, os animais são ordenados, de primeiro ao último lugar, de acordo com um índice composto por várias características e classificados nas categorias elite, superior, regular e inferior. 

Teste de Progênie (TP) 

Essa ferramenta de seleção testa vários touros que são comparados entre si, a partir da avaliação produtiva de seus filhos, fruto de acasalamentos aleatórios ou dirigidos. 

Sumário de Touros

Os resultados destas provas zootécnicas são apresentados em um Sumário de Touros. Um documento no qual estão informações como Dep’s (Diferenças Esperadas nas Progênies), acurácia e índices sobre várias características. Os touros são apresentados em ordem alfabética com seus resultados ou listados, do primeiro ao último, pelos seus valores de DEP.

Lembrando que a DEP é a diferença esperada na média da progênie de um animal em comparação com a média das progênies de um grupo de animais, que participou da mesma prova. É expressa na unidade de medida original da característica. Por exemplo: para peso corporal é expressa em quilos (kg) ou para ganho de peso é expressa em grama dia (g/dia). 

Já a acurácia representa o grau de confiança desta DEP, representada de 0% a 100%. Acurácias de 70% a 100%, por exemplo, mostram alta precisão e baixo risco. Enquanto as acurácias entre 0% e 30% indicam que os resultados podem variar muito, sendo uma opção de elevado risco. 

Resumindo, a DEP deve ser o fator de decisão sobre o uso ou não de determinado touro, sendo a acurácia indicadora da intensidade de seu uso. E atenção: a diferença esperada na progênie (DEP) de um animal pode mudar com a incorporação de novos dados e valores ao programa de avaliação, que visam aproximar a estimativa cada vez mais da realidade.  

Gestão de Dados

O resultado do uso de touros provados mesmo com alta acurácia deve ser acompanhando. Para isso, use o sistema de gestão iRancho para a coleta de dados e avaliação dos resultados em sua fazenda, verificando se eles correspondem às estimativas ou se é necessário algum ajuste. Quer ver como isso funciona? Faça um teste gratuito do sistema clicando aqui.

Pecuarista de Sucesso

Estamos quase na reta final do capítulo sobre “Reprodução” na jornada do Pecuarista de Sucesso. Temos apenas mais duas lições pela frente. Caso tenha perdido algum tema pelo caminho, deixo abaixo dois links de lições anteriores. Boa leitura!

Melhoramento genético e os tipos de acasalamento

A importância da identificação de matrizes

Referências Bibliográficas:

Ferramentas e Estratégias para o Melhoramento Genético de Bovinos de Corte – Embrapa Gado de Corte – Set, 2009 / Coleção 500 Perguntas – 500 Respostas – Gado de Corte – Embrapa

SOBRE O AUTOR

Preencha o formulário e garanta seu teste grátis

Av. 136, 638 - 3 andar - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-040

(62) 3414-7361
(62) 98139-3868
© iRancho - Sistema de Gestão Pecuária de Corte. CNPJ: 26.542.466/0001-02
Open chat