Menu

Bem-estar Animal: conheça 5 princípios que você deve seguir

Por em 30 de setembro de 2021

O bem-estar animal na pecuária de corte tem relação direta com os resultados produtivos e reprodutivos do rebanho. É também uma exigência cada vez maior de frigoríficos e, especialmente, do consumidor. A adoção de boas práticas no manejo é essencial em todas as fases da vida dos animais, ou seja, do nascimento ao abate.

Conheça 5 princípios de bem-estar animal

A Farm Animal Welfare Coun­cil (FAWC), que é um comitê de bem-estar animal criado pelo Governo da Grã-Bretanha, estabeleceu princípios que levam em consideração as cinco liberdades fundamentais dos animais em produção. São elas: 

  1. Livres de fome e sede – Todo animal deve ter acesso a comida e água de qualidade.
  1. Livres de desconforto – Acesso a estrutura que ofereça abrigo do sol, da chuva e para o descanso. 
  1. Livres de dor, doença e injúria – Ou seja, ser atendido, tratado e cuidado, em caso de necessidade ou doença.
  1. Ter liberdade para expressar comportamento natural – Espaço suficiente, instalações e companhias de outros animais, para que possam expressar o comportamento adequado da espécie.
  1. Livres de medo e estresse – Viver em condições e meios que evitem o sofrimento mental dos animais.

Vantagens das boas práticas

O manejo inadequado estressa os animais deixando-os agitados, tornando mais difícil a execução do manejo. Além disso, aumenta o risco de acidentes com os colaboradores e animais, que podem inclusive sofrer lesões (cortes, fraturas e hematomas). Lembre-se, animal doente não produz. Portanto, o manejo incorreto leva a prejuízos para o pecuarista.

As boas práticas de manejo ajudam a minimizar ou evitar estes problemas, pois visam o bem-estar animal. Em resumo, podemos dizer que o bem-estar é uma condição na qual o animal está saudável e tem qualidade de vida, ou seja, um ambiente adequado para viver, produzir e reproduzir. 

Por onde começar?

Essas cinco liberdades já ditam as condições do mercado mundial de proteína animal e devem estar presentes em toda fazenda. Reflita sobre elas e pense como melhorar as condições para o seu rebanho.

Áreas sombreadas, limpeza de bebedouros, água de qualidade, alimentação adequada, boas instalações, equipe preparada, cuidados sanitários e uma rotina de trabalho são alguns dos princípios de uma boa pecuária e de boas práticas.

A eficiência do manejo no curral é outro fator que contribui muito ao bem-estar animal. Quanto menos tempo o animal ficar no curral, menor é o estresse. Mas fazer o manejo com pressa também não é recomendado. A dica é ter um sistema de gestão como o iRancho, que é integrado com leitores de brincos eletrônicos e balanças, agilizando o manejo com eficiência, precisão na coleta de dados e sem estresse.

Pecuarista de Sucesso

Esse é o começo do capítulo sobre bem-estar animal na jornada do Pecuarista de Sucesso. Um convite à você, pecuarista, para revisar conceitos, mudar manejos e fazer uma pecuária com mais qualidade e eficiência. Abaixo o link com o “resumão” do nosso capítulo anterior, sobre reprodução. Até a próxima!

10 Lições que você precisa saber antes da Estação de Monta

SOBRE O AUTOR

Preencha o formulário e garanta seu teste grátis

Av. 136, 638 - 3 andar - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-040

(62) 3414-7361
(62) 98139-3868
© iRancho - Sistema de Gestão Pecuária de Corte. CNPJ: 26.542.466/0001-02
Open chat