Menu

Ciclo pecuário e Gestão – Parte 2

Por Fabíola Lino em 4 de novembro de 2020

No texto Ciclo pecuário e Gestão – Parte 1 abordamos como você pode melhorar a gestão da sua fazenda e estar preparado para as oscilações de preços da arroba de acordo com o ciclo pecuário. Foram abordados 2 pontos principais: 

1. Diagnóstico produtivo e financeiro da fazenda; 

2. Planejamento. 

Neste texto, abordaremos mais três critérios que completam a estratégia geral. Dessa forma, você terá uma visão ampla do que precisa ser feito para “driblar” os momentos de baixa do ciclo pecuário.

3. Tenha controle 

São necessários monitoramento e controle para verificar se o planejado foi executado corretamente e as metas foram atingidas. Deste modo, é importante verificar as atividades e fazer o controle das operações de forma contínua para evitar falhas ou corrigi-las o mais rápido possível. 

Os controles vão desde a parte reprodutiva (dados das matrizes, taxas de prenhez, desmama, pesos, intervalos de partos); produtiva (ganho de peso, produção de arrobas, pastagens, consumo de suplementos, mortalidade entre outros); financeiro (custos, receitas, investimentos, dívidas); e da equipe (cargos, salários, produtividade entre outros).  

Quando controlamos utilizamos melhor os recursos financeiros, produtivos e o tempo. Assim, é fundamental medir e registrar o que está fazendo para ter parâmetros para comparação e melhorar a gestão da fazenda.

4. Invista na equipe

A gestão da fazenda depende totalmente de uma equipe capacitada e alinhada com os objetivos e metas propostos. Por isso, os seus colaboradores precisam conhecer os manejos e controles que serão realizados e a forma correta de conduzi-los. Bem como, reconhecer os erros, de preferência durante a execução do planejamento para corrigi-los em tempo hábil. 

Além disso, é necessário que a equipe entenda a importância de anotar as ocorrências diárias e os dados produtivos do rebanho. A gestão da fazenda depende totalmente de uma coleta de dados bem feita e confiável. 

Portanto, é importante promover capacitações periódicas para a equipe, avaliar o seu desempenho e manter uma boa comunicação entre os colaboradores. Reconheça os acertos e utilize estratégias como por exemplo, a bonificação quando as metas foram atingidas.  

A equipe é ponto chave na execução do planejamento, na coleta de dados, no monitoramento e controle das operações na fazenda, e exercem impacto direto nos resultados. Por isso, capacite, cuide e valorize sua equipe. 

5. Utilize um software de gestão

A tomada de decisão nos momentos marcantes do ciclo pecuário depende das informações produtivas e financeiras da fazenda. Por isso, os dados obtidos diariamente na fazenda precisam ser armazenados e analisados para gerar informação. Sem informação a gestão da fazenda fica limitada.

Muitas vezes as fazendas possuem anotações, mas estão desorganizadas, sem ordem cronológicas ou até mesmo ilegíveis, o que dificulta utilizá-las no planejamento da atividade. 

O software de gestão é uma ferramenta fantástica para solucionar este problema. Com ele você armazena, consulta, analisa e compara dados produtivos e financeiros para gerar informações da situação atual da fazenda. 

 O iRancho é um software de gestão de fazendas que faz o registro de todos os dados referentes ao animal e ao rebanho. Dessa forma, facilita o controle produtivo, reprodutivo e financeiro da fazenda. No iRancho você registra os nascimentos, compras, vendas, mortes, transferências de fazendas, movimentações de pastos, as categorias, protocolos sanitários e reprodutivos, nutrição (suplementação, ração) entre outros. Assim você terá informações para elaborar o planejamento, executar as atividades, monitorar e tomar as melhores decisões em busca de maior lucratividade. 

Enfim, entender o ciclo pecuário orienta na gestão da fazenda pois possibilita traçar estratégias e planejar a produção de acordo com os momentos de alta e baixa do ciclo. Com isso, é possível melhorar os resultados técnicos, financeiros e fugir do efeito manada.

Fabíola Lino SOBRE O AUTOR
Fabíola Lino

Doutora em Zootecnia, professora universitária e Diretora Estadual da Associação Brasileira de Zootecnistas.

Preencha o formulário e garanta seu teste grátis

Av. Olinda, 960. Ed. Lozandes Trade Tower II, sala 507-B. Park Lozandes. Goiânia, GO.

(62) 3414-7361
(62) 98139-3868
© iRancho - Sistema de Gestão Pecuária de Corte. CNPJ: 26.542.466/0001-02