Menu

Gado de Corte: você conhece o ciclo pecuário?

Por Fabíola Lino em 1 de maio de 2021

A pecuária de corte é uma atividade influenciada por diversos fatores que geram respostas no preço da arroba.  Neste contexto, o abate de fêmeas, os preços do bezerro e do boi gordo se relacionam de forma cíclica formando o ciclo pecuário. Conhecer o ciclo facilita na tomada de decisão para gerenciar a produção, os riscos e obter melhor rentabilidade.

O ciclo pecuário apresenta fase de alta e baixa nos preços da arroba. Tem duração aproximada de cinco a seis anos, bem inferior ao que se observava antigamente, em virtude da aplicação de tecnologias, redução na idade ao abate e melhoria da produtividade

Quem comanda a pecuária é a vaca

O abate e a retenção de fêmeas geram impactos em toda a cadeia pecuária e resultam em épocas de alta e baixa nos preços da arroba. Dessa forma, quando reduz o preço pago pelo bezerro há uma tendência coletiva, também chamada de efeito “manada”, em aumentar o abate de fêmeas. A redução na margem de lucro da fase de cria impulsiona os pecuaristas a enviarem as matrizes para o abate na tentativa de melhorar a receita da fazenda. E, com isso, pagar os custos pecuários.

No primeiro trimestre do ano, de forma natural há uma maior oferta de boi gordo e o abate de fêmeas contribui para pressionar o preço da arroba para baixo.  Esse é um momento em que muitos produtores deixam a pecuária, pois outras atividades passam a ser mais atrativas. 

O aumento no abate de fêmeas compromete a produção de bezerros nas fazendas e a sua oferta no mercado. Isso prejudicará a próxima safra, pois reduzirá o estoque e, portanto, haverá menos animais para a reposição e abate.

Assim, a menor safra de bezerros decorrente do abate de fêmeas, resulta em uma quantidade menor de animais para atender a demanda. Neste momento, com a oferta restrita de boi gordo, o preço da arroba sobe, de acordo com a lei da oferta e da demanda. 

Com a arroba do bezerro também valorizada, devido à escassez de animais no mercado, há um movimento de retenção de fêmeas nas fazendas. Os pecuaristas seguram as matrizes para aumentar a produção de bezerros e aproveitar os altos preços da arroba. A fase de cria passa novamente a ser atrativa, tanto para os investimentos na pecuária quanto para os “oportunistas”.  

Entretanto, a retenção de fêmeas aumentará a produção de bezerros, isso ampliará o estoque de animais na fazenda e, portanto, a próxima safra terá mais animais na recria e engorda. Assim, a maior oferta de bezerros no mercado reduzirá o seu preço e levará ao aumento no abate de fêmeas.

Fases do Ciclo Pecuário

Alta do ciclo: aumento no abate de fêmeas ? redução da oferta de bezerros ? aumento no preço da arroba do boi gordo, bezerro e boi magro

Baixa do ciclo: redução no abate de fêmeas ? aumento na oferta de bezerros ? redução no preço da arroba do boi gordo, bezerro e boi magro

Veja abaixo, o ciclo pecuário:

Fonte: Mariane Crespollini

Desde 2020, a pecuária está passando pela fase de alta no ciclo pecuário, com aumento nos preços da arroba do boi gordo, bezerro e boi magro. De acordo com o IBGE, em 2020 o abate bovinos caiu pela primeira vez em três anos, atingindo 29,7 milhões de cabeças, com significativa redução no abate de fêmeas.

Essa redução da participação de fêmeas gera valorização da arroba dos machos. Podemos então considerar que a oferta de animais para o abate é o balizador da pecuária e o abate de fêmeas altera o patamar dos preços. 

Dessa forma, o menor número de animais abatidos, aliado a oferta restrita de boi gordo para abate e as intensas exportações de carne tem mantido em alta os preços da arroba. 

Contudo, é importante ressaltar que maiores preços não significam maior lucro. Isso porque, os preços da reposição e dos insumos (principalmente milho e soja) também estão elevados, aumentando o custo de produção. Observa-se no gráfico abaixo a oscilação nos abates de bovinos nos anos de 2015 a 2020. É notável a retenção e o aumento no abate de fêmeas que ocorreram em 2015 e 2018, respectivamente.

Gráfico. Evolução da participação de machos e fêmeas no abate de bovinos por trimestre – Brasil – trimestres 2015-2020.

Por que é preciso entender o ciclo pecuário?

Entender o ciclo pecuário e as fases de alta e baixa nos preços, permite planejar as ações de compras, o custo de produção, investimentos e os melhores momentos para a venda.

Sendo assim, o conhecer o ciclo pecuário é fundamental para orientar a tomada de decisão “dentro da porteira”, o único lugar que controlamos.

O preço da arroba é um dos fatores que impactam o lucro na pecuária de corte. Contudo, o pecuarista tem poder de decisão sobre o que acontece dentro da fazenda, no que diz respeito a ganho de peso, a taxa de lotação, e aos custos de produção. Um planejamento bem elaborado e boas estratégias de compra reduzem os custos e melhoram a produção para entregar mais arrobas a um preço satisfatório. 

Na fase de alta do ciclo é importante estar atento à aquisição de animais. Isso porque o ciclo produtivo é longo e, até o bezerro virar um boi gordo pronto para o abate, o mercado terá mudado. Inclusive, é possível que na hora da venda os preços estejam desfavoráveis, em um momento de baixa do ciclo. Logo, o preço de venda terá impacto negativo e o seu lucro será menor, principalmente se a produtividade e os custos não estiverem bem ajustados. 

Importância da Gestão dos Dados

Nesse contexto, é fato que o planejamento e a gestão são necessários para o sucesso na pecuária de corte. Por isso, conheça o iRancho e faça uma gestão eficiente da fazenda, tenha registros dos dados produtivos, custos, compras e vendas e se prepare para os momentos de alta e baixa do ciclo. 

Portanto, ao analisar os momentos e as tendências de preços de acordo com as épocas do ano e com as fases do ciclo pecuário, o pecuarista tem informação para elaborar o seu planejamento produtivo e utilizar ferramentas e estratégias para se proteger do risco de preços. Assim, ficará menos refém do mercado e do efeito “manada”. 

Pecuarista de Sucesso

Essa é a primeira lição do segundo capítulo Mercado e Ciclo Pecuário. Mas se você perdeu as lições anteriores, fizemos um RESUMÃO com 6 lições de gestão para o sucesso da fazenda de pecuária de corte. Acesse agora e entre nesta jornada de conhecimento e seja um PECUARISTA DE SUCESSO. ??

Fabíola Lino SOBRE O AUTOR
Fabíola Lino

Doutora em Zootecnia, professora universitária e Diretora Estadual da Associação Brasileira de Zootecnistas.

Preencha o formulário e garanta seu teste grátis

Av. 136, 638 - 3 andar - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-040

(62) 3414-7361
(62) 98139-3868
© iRancho - Sistema de Gestão Pecuária de Corte. CNPJ: 26.542.466/0001-02
Open chat