Menu

Pecuária de Corte: saiba como administrar sua fazenda com eficiência

Por em 18 de março de 2021

A gestão pecuária não é uma exclusividade de grandes propriedades. Pelo contrário, a gestão de pequenas e médias propriedades rurais se faz ainda mais necessária e demanda um controle eficiente.

Em primeiro lugar, porque o pequeno e médio produtor têm um volume reduzido de operações quando comparado ao grande produtor. Isso significa que ele não pode correr riscos. É preciso saber a hora de comprar e vender, ter na ponta da língua qual é o GPD (Ganho de Peso Diário) ou GMD (Ganho Médio Diário) da fazenda e fazer planejamentos de cria, recria, engorda e descarte.

Em segundo lugar, porque não dá para tocar um negócio sem plano de voo, com início, meio e fim. É preciso comprar um bezerro já planejando o boi lá na frente. Ou estabelecer a estação de monta já pensando na época da desmama, da engorda e do abate.  Mas como posso definir esse planejamento? A resposta é: com informação! Não se toma decisão sem informação.

Planilha x Sistema Gestão Pecuária

Muitos pecuaristas têm anotações em cadernos. Outros até trabalham com uma planilha de Excel. Isso é um bom começo. Ou seja, já existe o hábito de coletar dados. Mas o que esses dados dão de informação? Tá aí a diferença entre a planilha e o sistema de gestão pecuária.  

Com base em uma planilha de controle por Excel, é difícil extrair informações. No entanto, com um sistema de gestão é fácil, afinal o software de pecuária foi programado para isso. Basta inserir os dados para o sistema emitir relatórios com todas as informações que você precisa.

São essas informações que vão ajudá-lo a tomar decisões. Por exemplo: você pode comprar mais sêmen do touro que deu origem aos bezerros mais pesados na desmama. Pode renegociar aquele protocolo de IATF que deu melhores resultados. Em resumo: consegue identificar, de maneira muito clara, oportunidades de melhoria na gestão de sua fazenda.

Gestão do Rebanho

A pecuária de corte é uma atividade de longa duração e a sua lucratividade é influenciada por diversos fatores. O preço da arroba, por exemplo, oscila ao longo do ciclo pecuário. Mas “dentro da porteira” quem manda é você. Veja quais controles e informações que todo pecuarista deve fazer: 

  • Conhecer e calcular os índices zootécnicos da fazenda;
  • Na fase de cria, por exemplo, identificar a taxa de prenhez, desmame, mortalidade de bezerros, peso ao desmame, relação desmame, quilos de bezerros desmamados por vaca/ano, entre outros;
  • Da mesma forma na recria e na terminação, fases nas quais diversos índices precisam ser medidos, tais como: ganho de peso (peso vivo e carcaça), rendimento de carcaça, total de @produzida, eficiência biológica, taxa de abate e desfrute, lotação UA/ha/ano, produção de @/ha/ano, entre outros;

Com estas informações fica fácil entender se a genética, a nutrição e os manejos aplicados estão corretos.

Gestão Financeira

O ciclo financeiro de uma fazenda inicia com a compra dos insumos utilizados na produção e termina com a venda do produto. Na pecuária de corte, esse ciclo leva meses ou anos, ou seja, um longo período de saída de dinheiro (pagamentos). Por isso,  não se pode perder nas contas. Veja um check-list do que é importante controlar:

  • Faça um diagnóstico financeiro da fazenda. Ou seja, identifique o custo de produção, a receita, as dívidas, os investimentos e o fluxo de caixa;
  • Depois disso, faça um planejamento financeiro. Por exemplo: relação de perspectiva de gastos anual, semestral e mensal, além estabelecer cenários positivos e negativos;
  • Crie o hábito de lançar diariamente todas entradas de receitas e saídas de dinheiro. Uma excelente ferramenta para conhecer a situação financeira da fazenda;
  • Acima de tudo, não faça uso do dinheiro da fazenda para pagamento de contas pessoais e vice-versa.  Estabeleça um pró-labore mensal e evite retiradas de dinheiro seja para quitar dívidas pessoais ou fazer compras que não são para a fazenda. 

Gestão de Insumos

Para se manter competitivo no mercado é preciso estar atento ao custo de produção. Por isso é tão importante ter estratégias na hora de comprar insumos. Veja algumas dicas: 

  • Faça planejamento para realizar uma boa compra de insumos, garantindo em tempo hábil e na quantidade necessária;
  • A programação de compras deve ser feita de acordo com as atividades que serão realizadas (cria, recria ou terminação) e a época do ano;
  • Fique atento aos preços do mercado. Milho e farelo de soja, por exemplo,  têm seus preços influenciados por vários fatores. Planeje a hora certa de comprar;
  • Escolha um fornecedor de qualidade e considere a localização, pois o valor do frete pode impactar no preço final do insumo;
  • Compre insumos de acordo com a capacidade de armazenagem. A estocagem incorreta resulta em perdas de produtos e prejuízos financeiros.

Gerenciando Dados

São muitas informações, não? Mas fácil de organizar com um sistema de gestão pecuária eficiente. O iRancho é um software que faz o registro de todos os dados referentes ao animal, rebanho e fazenda. No sistema iRancho você registra os nascimentos, compras, vendas, mortes, transferências de fazendas, movimentações de pastos, as categorias, protocolos sanitários e reprodutivos, nutrição (suplementação, ração) entre outros. Assim você terá informações para elaborar o planejamento, executar as atividades, monitorar e tomar as melhores decisões em busca de maior lucratividade.

Experimente por 7 dias grátis. Com iRancho, a conta fecha!

Veja também:

6 razões para começar a usar o iRancho o quanto antes

Alta na arroba do boi gordo: 5 passos para aproveitar o momento e lucrar

SOBRE O AUTOR

Preencha o formulário e garanta seu teste grátis

Av. 136, 638 - 3 andar - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-040

(62) 3414-7361
(62) 98139-3868
© iRancho - Sistema de Gestão Pecuária de Corte. CNPJ: 26.542.466/0001-02
Open chat