Menu

Creep feeding: estratégia na criação de bezerros

Por Fabíola Lino em 25 de julho de 2021

O creep feeding é um sistema de alimentação em cocho privativo no qual somente o bezerro tem acesso durante a fase de cria. Como resultado, visa melhorar o desempenho produtivo, aumentar o peso à desmama e acostumar o bezerro à suplementação no cocho. 

O cocho exclusivo para os bezerros é colocado em um cercado localizado próximo a área de suplementação para as vacas. Ou seja, é prático e permite suplementar o bezerro sem separá-lo da mãe. 

As respostas dos bezerros à suplementação em creep feeding dependem de alguns fatores: forragem disponível, produção de leite da mãe, genética do bezerro, idade, sexo e, acima de tudo, o tipo de suplemento utilizado e o consumo deste. 

O leite materno fornece a maior parte dos nutrientes necessários para o desenvolvimento do bezerro na sua fase inicial de vida. Contudo, a partir do segundo mês de vida, o leite não consegue suprir totalmente a exigência energética do bezerro. 

Dessa forma, a oferta de suplemento alimentar por meio do creep feeding corrige as deficiências nutricionais do leite e da forragem disponível durante o período de cria dos bezerros. Assim, aumenta a taxa de crescimento, o ganho de peso, a eficiência alimentar e resulta em maior peso dos bezerros ao desmame. 

O que fazer pós-desmame?

O pecuarista com o creep feeding terá crias mais pesadas e lotes uniformes, possibilitando menor tempo de criação até o abate e um giro mais rápido na produção. Contudo, a nutrição pós desmame será decisiva para obter essa precocidade de abate. 

Animais que tiveram acesso ao sistema de creep feeding, não devem ser colocados em pastos ruins após a desmama, pois apresentarão pior desempenho e perderão peso. O ganho de peso adicional obtido na cria será perdido na recria. 

Ou seja, a alimentação dos animais nas fases subsequentes precisa ser melhor ou igual a fornecida na fase anterior. Nunca pior! Caso contrário, faltarão nutrientes para suprir a exigência de mantença dos animais e manter o ganhar peso. 

Portanto, após o desmame, que ocorre no início da estação seca em fazendas que realizam estação de monta, os bezerros devem continuar recebendo suplementação ou entrar em uma recria intensiva/confinada. 

Utilizar o creep feeding: sim ou não?

Depende dos objetivos e a realidade de cada fazenda. O pecuarista que tem como meta desmamar um bezerro pesado para recriá-lo e reduzir a idade ao abate, precisa planejar a nutrição na recria para garantir que os bons resultados continuem.

Fazendas de cria, que vendem seus bezerros à desmama, conseguem agregar valor ao produto (bezerro). No entanto, é preciso gerenciar o consumo de suplemento, avaliar os custos deste aporte na nutrição e das instalações do creep feeding. E certamente estimar se o valor da venda dos bezerros pagará todos os custos. Por isso é tão importante usar um sistema de gestão como iRancho , afinal o pecuarista a controlar e gerenciar tudo que acontece na fase de cria.

PECUARISTA DE SUCESSO

Parabéns você está fechando mais uma semana do Pecuarista de Sucesso, uma jornada de conhecimento promovida pela iRancho. Já são 13 semanas compartilhando conteúdos sobre gestão, ciclo pecuário, nutrição e, agora, estamos na fase da cria. Veja abaixo alguns links que vão ajudá-lo a rever lições anteriores.


Por que produzir bezerros do cedo?

Saiba quais são os cinco índices zootécnicos estratégicos na fase de cria


Escrito por: Fabíola Lino. Doutora em Zootecnia, professora universitária e Diretora Estadual da Associação Brasileira de Zootecnistas.

Fabíola Lino SOBRE O AUTOR
Fabíola Lino

Doutora em Zootecnia, professora universitária e Diretora Estadual da Associação Brasileira de Zootecnistas.

Preencha o formulário e garanta seu teste grátis

Av. 136, 638 - 3 andar - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-040

(62) 3414-7361
(62) 98139-3868
© iRancho - Sistema de Gestão Pecuária de Corte. CNPJ: 26.542.466/0001-02
Open chat