Menu

Compra de Bezerros: tudo o que você precisa saber para comprar bem

Por em 18 de fevereiro de 2021

Em 2021, a compra de bezerros pode ser um desafio para o pecuarista que faz a recria. O  cenário de baixa oferta e demanda aquecida elevaram em 61,26% os preços do bezerro de 12 meses no comparativo de janeiro 2020/2021 (dados do IMEA-MT). Por isso, a tendência é o pecuarista procurar por preços menores.

Mas é preciso ficar atento. Os animais de reposição são matéria-prima para a produção de carne, portanto é fundamental equilibrar a equação preço x qualidade. Para isso, a iRancho traçou um roteiro para uma boa compra de bezerros. 

1 – Responda 4 perguntas antes da compra de bezerros

  • Qual animal preciso comprar?
  • Quanto posso pagar na reposição?
  • Esse animal atende aos meus objetivos e metas? 
  • Tenho condições de fornecer tudo que este animal precisa? 

Defina metas. Exemplo: abater animais com no máximo 24 meses, 20@ e 55% de rendimento de carcaça. Com essa meta, já se sabe que não é qualquer animal que tem potencial para chegar nesse resultado. Ou seja, comprar apenas pelo preço não é uma opção. Afinal, adquirir animais leves e com baixo desenvolvimento pode aumentar o tempo de permanência na fazenda e o custo de produção.

2 – Quando comprar bezerros?

O período da compra pode influenciar nesta equação preço x qualidade. No início do ano a procura é menor, por isso o preço tende a ser melhor comparado a quem negocia entre abril e maio. Mas nem sempre esse período oferece uma safra de animais de melhor qualidade, afinal esse bezerro nasceu em um período mais seco. Portanto, avalie a formação deste bezerro e se você terá pasto suficiente para reduzir o custo com suplementação, por exemplo. 

Situação que se inverte no período de recompor o rebanho, que geralmente acontece entre abril e maio. O preço do bezerro tende a ser maior, assim como a qualidade tende a ser melhor. Mais uma vez é preciso atenção: o poder compra pode ser menor e, apesar de animais mais pesados e com boa formação, vai exigir suplementação porque em junho é um período mais seco. Ou seja, faça contas e avalie o melhor momento para a realidade da sua fazenda. 

3 – Defina com base em dados

Cada fazenda tem uma realidade, por isso não existe uma receita única para compra de reposição. Mas quando você tem dados de resultados anteriores, sabe seus custos de produção e lucro médio, fica mais fácil tomar essa decisão. 

Com isso, você pode definir o ponto de equilíbrio para o valor do gado (R$/animal), ou seja, qual o valor máximo que pode pagar por animal para ainda se manter empatado na atividade. Além disso, é possível calcular o ágio do bezerro ou do boi magro. 

4 – Faça cálculos

Para tomar uma decisão mais assertiva e saber se sua operação terá retorno antes mesmo da compra da reposição, utilize a ferramenta  Beefstats. Com ela você calcula o ponto de equilíbrio do valor do gado e o ágio da arroba do boi magro.  Assim, você identifica qual o melhor valor para pagar nos animais e evita prejuízos para o seu negócio.

Outra análise que pode ser feita é da relação de troca boi gordo e bezerros.  Por exemplo: hipoteticamente, considere o preço da arroba do boi gordo de R$ 180,00 reais e do bezerro de R$ 291,66 reais. O pecuarista que abater animais com 18@ vai conseguir comprar o equivalente a 1,85 bezerros com a venda do boi gordo. Enquanto, ao abater animais com 20@ seu poder de compra sobe para 2,01 bezerros. Por isso aumentar a produtividade em arrobas produzidas ajuda a equilibrar o caixa da fazenda.

Em resumo, a gestão de custos e lucros vai trazer a melhor resposta sobre a compra de bezerros.  Tenha isso organizado. Um sistema de gestão como o iRancho é essencial nesta tomada de decisão, já que ajuda a armazenar essas informações de forma simples e adequada. Afinal com iRancho a conta fecha!

Veja Também:

Valorização da arroba: como aproveitar e ter lucro

A terminação foi lucrativa? Saiba como analisar

SOBRE O AUTOR

Preencha o formulário e garanta seu teste grátis

Av. 136, 638 - 3 andar - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-040

(62) 3414-7361
(62) 98139-3868
© iRancho - Sistema de Gestão Pecuária de Corte. CNPJ: 26.542.466/0001-02
Open chat