Menu

A terminação foi lucrativa? Saiba como analisar

Por Fabíola Lino em 7 de novembro de 2021

Na pecuária de corte o lucro é influenciado por diversos fatores como o ganho de peso, a taxa de lotação, a produtividade, o custo da arroba produzida e o preço da arroba do boi gordo. Por isso, é fundamental medir o que foi produzido, quanto foi gasto e definir os indicadores corretos para avaliar o resultado da terminação e verificar se foi lucrativa.

Mas você, pecuarista, sabe o que precisa analisar? Qual ferramenta usar? O que fazer com as informações dos lotes abatidos? 

Indicadores produtivos 

Neste contexto, é preciso calcular e interpretar corretamente os indicadores produtivos: o ganho médio diário, rendimento de carcaça, rendimento do ganho, ganho de peso em carcaça, eficiência biológica, quantidade de arrobas produzidas e abatidas, dentre outros.  

É importante ressaltar que o ganho em carcaça é um indicador produtivo relevante, pois refletirá no peso de carcaça ao abate, na produção de arrobas e na receita com a venda do boi gordo. Bem como, a eficiência biológica, (kg de matéria seca/@produzida) que indica a eficiência na utilização dos alimentos e conversão destes em carcaça. 

O desempenho animal é o resultado da interação entre genética, nutrição, sanidade e manejos aplicados durante a produção. Consequentemente, os indicadores produtivos refletem os acertos e erros da terminação, independentemente de ter sido realizada a pasto ou confinada. 

Entretanto, é necessário avaliar os indicadores produtivos em conjunto com os financeiros para garantir maior lucratividade na atividade pecuária. 

Indicadores financeiros

O preço da arroba do boi gordo é um dos fatores que afetam o lucro na terminação, contudo, não é possível controlá-lo. Deste modo, o pecuarista precisa estar preparado para as oscilações de preços no mercado. E, isso só é possível com um bom planejamento e controle dos custos de produção

Por essa razão, é preciso produzir um boi gordo com um custo por arroba inferior ao preço de venda, para assim garantir uma margem de lucro positiva. De forma bem simples, se o custo por arroba vendida for de R$ 170,86 reais (Tabela 1) significa que, o preço recebido pela arroba do boi gordo precisará ser superior a este para obter lucro. Podemos ainda considerar que este seja o ponto de equilíbrio da arroba vendida, ou seja, o preço mínimo de venda da arroba para que a operação apresente resultado financeiro nulo. 

Dessa forma, o custo é um elemento importante na avaliação dos lotes e no planejamento da terminação. Principalmente em momentos de alta no preço da reposição e dos ingredientes que compõem as rações utilizadas na alimentação dos animais. 

Pensando nisso, vale a pena conhecer o ponto de equilíbrio da diária nutricional (R$/animal/dia), o valor máximo que o pecuarista pode gastar por dia com a nutrição de cada animal, mantendo todos os demais custos. Neste ponto, o lucro será igual a zero e estará “empatado”, sem prejuízo. O mesmo raciocínio é aplicado para o ponto de equilíbrio do valor do gado (R$/animal). 

Essas informações, quando usadas no planejamento, orientam na compra do boi magro, na decisão de quanto o pecuarista pode pagar no animal e qual o ganho de peso será necessário para aumentar a receita e diluir esse custo. 

Ainda sobre a avaliação da terminação, é possível citar outros indicadores: :a rentabilidade, que será satisfatória quando for superior a outra alternativa de investimento; a lucratividade, que se refere ao ganho que a fazenda consegue gerar sobre o que está produzindo; e a taxa mensal do capital investido em gado,  que expressa a taxa mensal que o investimento em gado experimentou, além das perdas com as mortes. O pecuarista pode compará-la com taxas de aplicações financeiras que poderiam ser uma alternativa ao investimento em gado.

Veja um exemplo prático:Resultado da terminação intensiva a pasto com animais F1 Angus x Nelore na fazenda Pureza, que utiliza o software iRancho na gestão da fazenda e o Beefstats para fazer a análise da operação de engorda.

Indicadores produtivos
Data “D1” do arraçoamento 25/04/2020
Quantidade de diárias 75 dias
Data de Abate 10/07/2020
Ciclo produtivo (meses)2,53 meses
Peso médio de entrada (kg)487 kg
Rendimento de carcaça da entrada (%)50 %
Peso de Saída (kg)620,5kg
Peso de Saída (@)22,53 @
Rendimento de carcaça do abate (%) 54,47 %
GMD (kg/dia) 1,780 kg/dia
Ganho de carcaça (kg/dia)1,260 kg/dia
Rendimento do ganho (%)70,776 %
Quantidade de @ produzida/animal 6,30 @
Quantidade de @ ganhas por animal/mês 2,55@
Dias para ganhar 1 @ 11,91 dias

Indicadores financeiros
Valor do gado (R$/animal)R$ 3.100,00 reais/animal
Custo da @ de entrada – magra (R$/@)R$ 190,97 reais/@
Custo operacional (R$/animal/dia) R$ 0,50 reais/animal/dia
Custo de nutrição diário médio (R$/animal/dia)R$ 9,50 reais/animal/dia
Custo da nutrição por @ produzida (R$/@)R$ 113,11 reais/@
Custeio (R$/animal)R$ 750,00 reais/animal
Custo da @ produzida (R$/@) R$ 119,06 reais/@
Custo da @ vendida (R$/@)R$ 170,86 reais/@
Preço de venda (R$/@)R$ 216,94 reais/@
Margem por @ vendida (R$/@) R$ 46,08 reais/@
Lucro líquido (R$/animal) R$1.038,18 reais/animal
Ponto de equilíbrio da diária (R$/animal/dia) R$ 23,34 reais/animal/dia
Ponto de equilíbrio do valor do gado (R$/animal) R$ 4.138,18 reais/animal
Rentabilidade da operação (%)26,966 %
Taxa mensal do capital investido em gado (%)9,890 %

Análise da operação de terminação realizada no software Beefstats.

Portanto, ao final da terminação, é importante calcular os indicadores mencionados acima, para entender se a produção foi eficiente e lucrativa.  Além disso, a gestão é um processo contínuo, por isso, a análise dos indicadores produtivos e financeiros orienta na definição das metas e no planejamento das estratégias para o próximo ciclo.  

Faça o registro de dados, o cálculo do resultado dos lotes abatidos e o planejamento destes de forma simples e fácil utilizando os softwares iRancho e Beefstats. Clique aqui e saiba mais!

Pecuarista de Sucesso

Você está na jornada de conhecimento Pecuarista de Sucesso, uma iniciativa da iRancho em compartilhar conhecimento para uma pecuária ainda mais lucrativa. Toda semana duas novas lições para você maratonar. Abaixo, artigos anteriores ´para você!

Peso corporal x Carcaça: por que aumentar o ganho de peso em carcaça?

Como planejar a terminação de bovinos de corte?

Fabíola Lino SOBRE O AUTOR
Fabíola Lino

Doutora em Zootecnia, professora universitária e Diretora Estadual da Associação Brasileira de Zootecnistas.

Preencha o formulário e garanta seu teste grátis

Av. 136, 638 - 3 andar - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-040

(62) 3414-7361
(62) 98139-3868
© iRancho - Sistema de Gestão Pecuária de Corte. CNPJ: 26.542.466/0001-02
Open chat