Como planejar a terminação de bovinos de corte?

A terminação é a última fase de produção na pecuária de bovinos de corte, na qual o animal atinge o peso adequado para o abate e deposita gordura na carcaça. É uma fase decisiva, pois a receita com a venda dos animais deverá pagar os custos de produção. Por isso, para alcançar boa rentabilidade é fundamental aumentar o ganho de carcaça e a produção de arrobas/ha/ano.

Diante do cenário de incertezas no mercado pecuário, o planejamento é o ponto- chave do sucesso na terminação de bovinos de corte. Assim, é indispensável definir as metas de desempenho e planejar os custos. 

Atualmente, a terminação intensiva a pasto (TIP) e o confinamento tradicional são estratégias que apresentam excelentes resultados. Em ambas, será necessário realizar um planejamento nutricional com o auxílio de um bom profissional. Para assim, formular uma dieta balanceada, que atenda as exigências nutricionais dos animais e que proporcione melhores resultados produtivos e financeiros para o pecuarista.

Além disso, o pecuarista que irá adquirir animais para terminar, precisará ser eficiente na compra. Devendo escolher aqueles que possuem estrutura corporal adequada e com potencial genético para ganho de peso e qualidade de carcaça. Bem como, calcular o ágio da arroba de entrada e avaliar quanto pode pagar no animal sem ter prejuízo. 

Os custos com a compra do animal e a nutrição exercem grande impacto no resultado financeiro da terminação. Por isso, tenha cuidado ao buscar animais e ingredientes de baixo custo, porque às vezes “o barato sai caro”. É preciso aliar preço e qualidade, bem como conhecer todas as possibilidades de resultados, seja na terminação a pasto ou confinada. Neste contexto, o Beefstats auxilia o pecuarista a avaliar se suas operações de engorda resultarão em lucro ou prejuízo. Ele consegue verificar essa viabilidade antes da compra do gado e dos insumos, o que o auxilia para tomar a melhor decisão.

Confira as simulações:

Veja a seguir três simulações para uma terminação realizada em confinamento. Considerando as seguintes métricas de recria de bovinos de corte: os animais iniciarão com peso médio de 425 kg, 14,2@ e ficarão confinados por um período de 90 dias, com um ganho de peso médio diário de 1,5 kg. 

Na Simulação A, os animais serão abatidos com 20,53@ e 55% de rendimento de carcaça, com um custo de R$ 124,33 reais/@produzida e R$ 184,70 reais/@vendida. Observe na Simulação B que, caso haja uma redução de R$ 0,80 centavos no custo da produção diária (R$ 8,80 vs R$ 8,00 reais/cabeça/dia), o custo da arroba produzida será de R$113,03 reais enquanto cada arroba vendida custará R$ 181,19 reais. Assim, reduzir o valor da diária dos animais impacta diretamente nos custos de produção e na lucratividade da fazenda. 

Na Simulação C, os custos foram mantidos, porém aumentou-se o ganho de carcaça (1,061 vs 1,123 kg/dia), a quantidade de arrobas produzidas (6,37 vs 6,74@) e vendidas (20,53 vs 20,91@). Cada arroba produzida custou R$ 117,51 reais e a arroba vendida R$ 181,34 reais. Além disso, houve redução nos valores de eficiência biológica (153,16 vs 144,74 kg de MS/@produzida). A eficiência biológica é uma medida de conversão em carcaça, na qual avalia-se quantos kg de matéria seca (MS) o animal consome para ganhar uma arroba. 

Dessa forma, observa-se que o aumento no ganho de carcaça e na produção de arrobas, resultou em maior quantidade de arrobas vendidas. Isso possibilitará aumento na produtividade (@/ha/ano) e na receita com a venda dos animais ao abate. Para entender melhor confira a tabela:

Resumo da simulação para terminação em confinamento utilizando o software Beefstats.

Após analisar as simulações, o pecuarista pode optar pela estratégia de terminação de bovinos de corte que proporcione melhor margem de lucro ou ao menos mantenha a fazenda no ponto de equilíbrio. Além disso, terá informações completas para fazer negociações futuras, caso queira se proteger do risco de preço. Contudo, é preciso entender que o maior risco é não saber, não ter informações completas e não planejar suas ações. Por isso, o BeefStats é uma ferramenta essencial para análise pecuária. Por meio dele, o pecuarista entende os custos, projeta resultados e avalia os riscos da operação de engorda antes mesmo dela acontecer. Quer calcular com facilidade o resultado do seu negócio pecuário? Conheça o BeefStats e utilize a ferramenta gratuitamente até o dia 31 de maio de 2020.


Por: Fabíola Lino. Doutora em Zootecnia, professora universitária e Diretora Estadual da Associação Brasileira de Zootecnistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *