Métricas importantes na recria de bovinos de corte

A recria é uma fase determinante para realizar uma pecuária eficiente. Mas, o grande desafio é conduzi-la no menor tempo possível. Para isso, é preciso intensificar a produção e otimizar os resultados em busca de uma recria mais produtiva, rentável e profissional. O objetivo é que os animais cheguem na terminação ou na reprodução mais jovens e com desenvolvimento corporal adequado. 

Desse modo, é imprescindível avaliar as métricas da recria, que são os indicadores produtivos que comprovam a eficiência dos manejos aplicados na fazenda. 

É de conhecimento geral que a alimentação exerce um grande impacto nos resultados da recria. Assim, o pecuarista precisa ficar atento e ajustar muito bem o manejo da pastagem, a suplementação, o manejo de cocho e o fornecimento de água.  Caso contrário, haverá baixo desempenho dos animais e aumento no ciclo produtivo. 

Dessa forma, para realizar a recria em um período de até 12 meses, e abater animais jovens com no máximo 24 meses, é fundamental elaborar um planejamento nutricional e as metas de desempenho para cada período (seca, águas e transições). Afinal,  há variações na disponibilidade e qualidade de forragem ao longo do ano. É importante ainda, medir os resultados para verificar se o planejamento foi bem executado.

Nesse contexto, é importante pesar os animais para obter o peso inicial e final, e acompanhar o ganho de peso total (GPT), ganho médio diário (GMD) e a produção em arrobas. Essas informações são importantes para calcular a taxa de lotação (UA/ha) e a quantidade de @produzidas/ha/ano. Ambas, são indicadores de produtividade importantes na intensificação do sistema, pois, objetiva-se produzir mais, em uma área menor. 

Vale ressaltar que os índices produtivos precisam gerar resultados econômicos, afinal, nem sempre as fazendas com os melhores índices são as mais rentáveis. Porém, aquelas que não conhecem seus resultados produtivos, provavelmente são as menos rentáveis.  Para calcular as métricas da recria de bovinos de corte é fundamental ter informações da quantidade e peso dos animais, área de pastagem utilizada, entre outras. Atualmente, o pecuarista conta com o auxílio da tecnologia para registrar essas informações, podendo utilizar softwares de gestão de fazendas como o iRancho.  Por meio dele, os registros são feitos de forma rápida e fácil.  Além disso, o sistema permite que o pecuarista avalie o resultado da recria com maior segurança para identificar se os índices foram semelhantes, melhores ou piores do que as projeções.

Confira o exemplo:

Como exemplo, temos uma fazenda com animais desmamados aos 7 meses e pesando 6,6@ que foram colocados em recria intensiva durante o período da seca. Os bezerros ganharam 3@ de peso corporal e retornaram <p>aos pastos no período das águas pesando 9,6@. Com pastos de qualidade e uma boa suplementação nas águas, conseguem ganhos de 4,5@. Eles chegam ao final da recria com 14,2@ e aos 18 meses de idade (confira na tabela). 

Esses resultados são totalmente possíveis quando se tem genética, nutrição e manejos bem ajustados. Posteriormente, estes animais irão para a terminação que pode ser realizada a pasto ou confinada. Assim, há uma grande possibilidade de estarem prontos para o abate com 22 a 24 meses, de acordo com as metas de peso ao abate da fazenda. Ou seja, produzindo um animal precoce e em um ciclo curto. Confira na tabela abaixo:

As  informações de desempenho na recria mostram a situação real da produção e são base para definir as metas que se deseja alcançar, com o objetivo de  proporcionar a melhoria econômica da atividade. 

Infelizmente, muitas vezes, os resultados da recria no Brasil são inferiores aos mencionados no exemplo acima. Isso ocorre em virtude da falta de planejamento, baixa adoção de tecnologias, falta de assistência técnica e uma gestão ineficiente.  Por isso, é indiscutível que a profissionalização da pecuária, com utilização de ferramentas modernas de gestão e a adoção de planejamentos são essenciais para garantir bons resultados no processo de recria de bovinos de corte. 

Quer modernizar a gestão da sua fazenda e melhorar os resultados da recria de bovinos de corte? Entre em contato conosco e saiba como o iRancho pode te auxiliar!


Por: Fabíola Lino. Doutora em Zootecnia, professora universitária e Diretora Estadual da Associação Brasileira de Zootecnistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *